domingo, 13 de março de 2011

Without you my heart stops beating

Pela primeira vez tive a noção daquilo que me empreendera. Entraste em mim lentamente mas rapidamente me ocupaste os poucos centímetros cúbicos existentes na minha cabeça, rapidamente a minha alma se elevou e tocou nas estrelas e deparei-me numa ilusão que me havia consumido por inteiro e que cada diz tirava mais um pedaço de mim, dia a dia a ilusão rasgava pedaços do meu coração até não restar nada sem ser um enorme vazio, e assim tentei viver sem ti, tentei viver sem coração pois ele estava contigo. Em momentos desesperei, desesperei porque por mais coisas que acontecessem tu não me saias da cabeça, e tive quase que numa espera por ti, e todas as palavras ditas ficaram rasgadas, riscadas, queimadas, ficaram nas inter-linhas não existentes, ficaram perdidas no tempo que alguém outrora fez, ficaram á espera de um dia serem harmoniosamente dedilhadas por algo tão ou mais autêntico, e quando desisti de esperar, quando estava a tentar conformar-me com a ausência do meu coração, bastou um novo olhar, um novo toque, uma nova vontade, para o meu coração voltar para mim e por segundos sorri. Bastou um momento para perceber que ainda te encontravas dentro dele, e desta vez espalhaste-te por ele todo, sem deixar espaço restante e para meu espanto acabei por sorrir e o amor que sentia duplicou de tamanho.
Correntes de palavras escorrem ferozmente na minha mente e nenhuma é capaz de dar uma definição suficientemente pura do que sinto por ti, o que sinto por ti ultrapassa todos os textos, todas as palavras que lá estão, todas as palavras que existem e poderão vir a existir, ultrapassa a simplicidade de um profundo olhar, a delicadeza de um amigável toque, e a autenticidade de um coração, ultrapassa-me de maneiras inexplicáveis e incompreensíveis. No entanto não tenho medo de bramar ao mundo que te amo do mais profundo do meu ser, porque sem ti o meu coração pára de bater.

56 comentários:

  1. ó, princesa, juro que são maravilhosas

    ResponderEliminar
  2. Obrigada :)
    Adorei este texto ;) está tao bonito, simples mas cheio de sentimentos *.*
    adoro a musica

    ResponderEliminar
  3. Está muito bonito este texto querida *

    ResponderEliminar
  4. Obrigada querida.
    Gostei imenso do post :D

    ResponderEliminar
  5. olá (:
    esta é a minha nova morada, se quiseres segue-me que eu irei seguir-te também, beijinhos :)*

    ResponderEliminar
  6. ai, quando o coraçao teima em amar :$

    ResponderEliminar
  7. entao querida como esta esse coração?? :D

    ResponderEliminar
  8. so reparei agora que nao era tua seguidora :O
    mas ja tratei disso linda :)

    ResponderEliminar
  9. gosto muito dos teus textos e das imagens !

    ResponderEliminar
  10. obrigada querida Sara! Adorei o texto e bem, só te posso dizer para ires atrás desse amor! Não há muitos assim durante a nossa curta estadia aqui na Terra ;)

    ResponderEliminar
  11. Deixei de deixar, ficar sozinho, em meus pensamentos, agora bem distante fico, não estando resumido, no que penso, pois sei que não vou, mesmo tentando ir, sempre, agradar, nas linhas ou na fala, então vejo o agora em cada rosto, ou frase dita, um pingo ou ponto que sempre vai fazer a plena diferença, pois em todas as maravilhas que sinto, e aprecio com profundidade o lado amoroso de cada um, mesmo sabendo que não serei bem visto por todos os lados, pois nunca serei perfeito, e mesmo que tente o único santo pleno que sei, vive no céu, é a base viva da minha existência e a plena harmonia de toda as maravilha que vejo no rosto de cada um, seja chorando ou sorrindo, vou pelo caminho sempre. bom dia. amiga das letras.

    ResponderEliminar

Expressa-te ! ♥